Aquário do Guarujá, é denunciado por fraude em energia elétrica

Aquário do Guarujá, é denunciado por fraude em energia elétrica

A concessionária informou que avalia quanto de energia foi desviada e por quanto tempo.

Uma operação realizada pela polícias Militar e Civil e técnicos eletricistas retirou um desvio ilegal de energia elétrica identificado no Aquário do Guarujá, no litoral de São Paulo, informou a empresa Elektro, nesta quinta-feira (7). A concessionária também está analisando o valor desviado e o período que durou a irregularidade. O Aquário nega o crime.

Segundo a Elektro, a ação foi solicitada após técnicos encontrarem indícios de fraudes nas instalações elétricas no local. Os funcionários da empresa retiraram os equipamentos que desviavam energia da rede de distribuição e efetuaram a cobrança dos valores devidos.

Ainda de acordo com a empresa, além do impacto na conta de luz, os furtos e fraudes de energia pioram a qualidade do serviço prestado. As ligações clandestinas sobrecarregam as redes elétricas, deixando o sistema de distribuição mais suscetível a interrupções no fornecimento de energia.

A Elektro ainda lembra que o furto de energia é crime, cuja pena pode ser de até oito anos de reclusão. Além de representar riscos de acidentes graves à população, a energia furtada é paga por outros consumidores, através do repasse na tarifa de energia. A empresa também mantém um programa constante de inspeções e tem canais de denúncia para casos de fraudes e furtos, como o 0800 701 0102 ou pelo site da Elektro.

Ao G1, o Aquário do Guarujá informou, por meio de nota, que a administração ficou surpresa com a visita da concessionária de energia elétrica e disse que outras vistorias foram feitas, sem constatar fraudes e negou estar ter envolvimento com a denúncia em questão.

“Em nenhum momento o aquário usou de artifícios ilegais para diminuição da conta e tem investido em alternativas conscientes como troca de bombas, substituição de lâmpadas comuns para led e instalação de comandos temporizadores de energia para evitar as faixas mais altas de custos. Os advogados da empresa já foram acionados para averiguar a prematura notícia divulgada pela Elektro, visto que não há laudo que comprove qualquer ilicitude”, declarou.

Fonte: G1

You may also like...

Leave a Reply

Você não pode copiar o conteúdo desta página

error: O conteúdo está protegido!