Enseada Viva começa a reorganizar a orla da praia

Enseada Viva começa a reorganizar a orla da praia

Trabalhos seguem até o início da Operação Verão em esquema de força-tarefa.

A prefeitura de Guarujá iniciou na quinta-feira, 31, a operação Enseada Viva, com o intuito de revitalizar e realçar as belezas da orla da praia mais extensa do município. Para isso, foi criado um grupo de trabalho interdisciplinar encarregado de desenvolver, em esquema de força-tarefa, ações integradas que aprimorarão o ordenamento urbano na região.

A praia da Enseada, que possui quase seis quilômetros de faixa de areia, é uma das mais famosas e procuradas tanto por moradores quanto por turistas. Por isso, a prefeitura programou uma série de intervenções para intensificar a zeladoria, fiscalização e as seguranças pública e social.   

A orla da Enseada é a área principal da ação, pois concentra a maior parte dos hotéis, pousadas e quiosques de Guarujá. “Será a maior ação integrada municipal em região de orla na cidade. Sabemos da pujança da Enseada e sua alta significância para a manutenção da imagem de Guarujá como destino turístico. Por isso a nossa preocupação em promover essas melhorias”, destaca o prefeito Válter Suman.

Segundo o prefeito, os trabalhos seguirão até o início da Operação Verão, quando a cidade recebe o reforço no policiamento. “Serão 50 dias de intenso trabalho, do Morro da Campina ao Cantão do Tortuga”, frisa.

Obras

A prefeitura informou que, atualmente, quatro convênios firmados com o Departamento de Apoio ao Desenvolvimento das Estâncias Turísticas (Dadetur) preveem intervenções ao longo da avenida Miguel Stéfano, somando R$ 14,3 milhões em investimentos. Por isso, a via se tornou um verdadeiro canteiro de obras em alguns trechos.

Além de intensificar os esforços para concluir essas intervenções e reativar convênios que estão em processo de reprogramação, prorrogação ou relicitação, a Operação Enseada Viva está executando atividades paralelas para minimizar os impactos das obras. Entre elas, estão as instalações de nova iluminação ornamental, com lâmpadas de LED, e de 31 rampas de acesso; as reformas de trechos do calçadão e do pavimento; além de parte do canteiro central da avenida, já próximo do Cantão do Tortugas.

Por isso, estão sendo feitas a remoção de resíduos (como areia e tijolos), a demolição de quadros de força, de bancos e lixeiras danificados, além dos serviços de capinação, raspagem de sarjetas e pintura de guias. Também estão sendo intensificadas a varrição e a coleta de lixo.

Segundo a prefeitura, ao término da operação, a orla da Enseada contará com uma quantidade maior de lixeiras e novas tampas de bueiro, que também estão sendo substituídas.

Segurança

No pico da última temporada de verão, Guarujá chegou a receber cerca de dois milhões de turistas, por isso, a Operação Enseada Viva também se antecipa para o aumento da demanda por serviços em todos os setores provocado pela época de forma a redobrar a atenção e aprimorar a logística urbana.

Entre as ações, estão sendo feitas as repinturas das faixas de pedestres e demais sinalizações de solo, bem como a recuperação da ciclofaixa ao longo da avenida Miguel Stéfano, o que exigirá a interdição de alguns trechos, gradativamente.

Ações de abordagem social também estão em curso, com o intuito de prestar assistência a pessoas em situação de rua. Com o apoio de assistentes sociais, os agentes estão responsáveis pela abordagem e encaminhamento a atendimentos especializados disponíveis na rede municipal, sejam eles na Saúde, nos Centro de Referência Especializados em Assistência Social (Creas Pop) ou mesmo para recâmbio às cidades de origem, quando houver desejo ou anuência do abordado. Esse tipo de trabalho conta com o acompanhamento da Guarda Civil Municipal (GCM).

A GCM também intensificou o patrulhamento, principalmente aos fins de semana, quando a população flutuante aumenta. Esse trabalho é reforçado pelos 23 formandos da guarda, que já estão em atuação.

Além disso, estão sendo dinamizadas as operações contra o furto de fios e, ainda, nas barreiras fixas e móveis montadas para fiscalizar a entrada de veículos coletivos clandestinos – sem expedição de autorização municipal prévia. A atuação tem ocorrido também no período noturno, com o apoio da GCM.

Fiscalização

Também está em curso na operação Enseada Viva a intensificação das fiscalizações de comércios, sobretudo em relação aos grandes geradores de resíduos. A prefeitura explica que os fiscais têm visitado quiosques, hotéis, pousadas, restaurantes e demais estabelecimentos da orla para averiguar a correta aplicação da lei que obriga quem gera mais de 200 litros de detritos por dia a cuidar de sua destinação final – e a apresentação dos devidos planos de gerenciamento de resíduos sólidos.

Também são estudadas novas legislações para regular os veículos coletivos com destino à cidade, sobre a quantidade de resíduos gerados por dia, além de um novo valor para a multa cobrada de quem for flagrado sem a licença prévia obrigatória, a ser emitida pelo município.

“Estamos agindo de modo a aprimorar constantemente o ordenamento urbano. Isso reforça o sentimento de pertencimento dos cidadãos e oferece aos turistas um produto muito melhor para ser desfrutado”, conclui o prefeito Válter Suman.

Fonte: Sistema Costa Norte

You may also like...

Leave a Reply

Você não pode copiar o conteúdo desta página

error: O conteúdo está protegido!