Guarujá tem nova empresa de transporte

Guarujá tem nova empresa de transporte e já estuda reajuste na tarifa.

City Transporte Urbano Intermodal assumirá o setor com compromisso de colocar na rua 120 ônibus novos.

A Prefeitura de Guarujá assinou, sexta-feira (26), contrato com a empresa City Transporte Urbano Intermodal, que assumirá o transporte público na Cidade. Mesmo com passagem mais cara daqui a alguns meses, a promessa da Administração Municipal é de que a Cidade tenha um implemento no conforto e modernidade do transporte. Mas as alterações do serviço não devem acontecer do dia para a noite. A partir da assinatura do contrato, a empresa tem seis meses para implantar a nova infraestrutura do setor.

A Prefeitura descarta aumento no preço da tarifa antes do início da operação da City, mas afirma que já estuda um reajuste que deve ser implantado assim que a Translitoral deixar o serviço. “O prefeito Válter Suman entende que o contrato atual é irregular e não podemos dar aumento para a empresa. E o valor está defasado, pois não há reajuste há quatro anos”, diz o secretário de Defesa e Convivência Social, Luiz Cláudio Venâncio Alves.

O novo preço não está definido mas uma das possibilidades é que a tarifa passe dos atuais R$ 3,20 para R$ 3,80. No despacho de homologação da concorrência, há o valor de remuneração (o quanto a empresa recebe por passageiro transportado): R$ 3,69. “Isso é o que ela deve receber, mas ainda há o transporte gratuito. Alguém paga por isso é o que tem que se considerar no estudo da tarifa”

Novos Ônibus

            A City Transporte tem que colocar em circulação 120 ônibus novos, com ar-condicionado e wi-fi. Serão 25 veículos articulados, 40 coletivos em modelo 1/3 maior que o convencional, 55 micro-ônibus, um veículo turístico de dois andares, dois micro-ônibus executivos e duas vans para o transporte de pessoas com mobilidade reduzida.

O número da frota é menor que a atual, que tem 162 veículos em circulação, mas a Prefeitura de Guarujá garante que o número de lugares disponíveis será maior. “Hoje, temos 7.800 lugares disponíveis em horários de pico em nossos veículos do transporte público. A partir de abril, teremos 12.985”, garante o secretário de Defesa e Convivência Social, Luiz Cláudio Venâncio Alves.

Outras melhorias

 Além dos novos coletivos, a City deve instalar corredores de ônibus, que ganharão estações modernas de embarque. Os pontos de ônibus e abrigos também devem ganhar cara nova. A partir da assinatura do contrato, a empresa começará a fazer o projeto destes equipamentos.

 A ideia é que o sistema seja BRT (sigla para a expressão trânsito rápido por ônibus, em inglês), integrado com linhas estruturais, locais e complementares, prevendo integração entre os ônibus. “Isso vai permitir, por exemplo, que pessoas que andem por trechos curtos paguem metade da passagem”, diz Luiz Cláudio. Cerca de 30 dias antes de começar a nova operação, a Prefeitura pretende informar aos usuários a forma de trocar os bilhetes e a validade dos créditos existentes.

A concessão será por 15 anos, que pode ser renovada e prevê R$ 197 milhões em investimentos por parte da concessionária. Procurada pela Reportagem, a Translitoral afirma que não se pronuncia sobre o assunto. A Reportagem também não conseguiu contato com a City.   

Fonte: Internet e A Tribuna            

 

You may also like...

Leave a Reply

Você não pode copiar o conteúdo desta página

error: O conteúdo está protegido!