Mar agitado na Praia do Góes

Uma imagem (foto acima) registrada por moradores da Praia do Góes, em Guarujá, no final da tarde de domingo (4/12/16), flagrou a que ponto chegou o tamanho das ondas após a passagem de um centro de baixa pressão atmosférica pelo Litoral de São Paulo. Na imagem, é possível ver surfistas aproveitando a agitação marítima para pegar ondas e fazer manobras.

 Moradora da região há cerca de dez anos, a técnica em gastronomia Léia Gonzalez, de 53 anos, teme que novas ressacas na pequena orla, conhecida pelas suas águas calmas, possam vir a trazer transtornos às famílias que residem no local.

“Quem estava em Santos não tinha a dimensão de como ficou a situação aqui na orla. As ondas ultrapassaram 2 metros de altura e, por pouco, não aconteceu algo pior. Ficamos presos novamente, porque pelo morro não há condições de passar mais. Se algo acontecesse, alguém precisasse de socorro, estaríamos perdidos”, lamentou.

 Segundo a moradora, a geografia do local tem mudado bastante nos últimos anos. Para ela, o motivo são as obras de dragagem que acontecem no Canal do Porto. “Os dias de mar agitado têm sido de muita apreensão. Temos medo de ficar ilhados”.

De acordo com informações do Núcleo de Pesquisas Hidrodinâmicas da Universidade Santa Cecília (Unisanta), que avalia as condições climáticas em Santos, a agitação marítima de domingo (4/12) fez com que as ondas alcançassem até 3 metros na região próxima à Ilha das Palmas, onde há um sensor da Praticagem.

 “No Góes não temos monitoramento contínuo, mas já prevíamos, desde sexta-feira (2/12), em Santos, com base em nossos modelos, uma agitação marítima com ondas elevadas. Elas acabaram superando nossa expectativa, mas como o nível da maré não estava tão elevado quanto no episódio de agosto, não tivemos os mesmos transtornos daquela ocasião”.
 Na ressaca de agosto, que chegou a paralisar o Porto de Santos e inundou diversos bairros da Cidade, o nível do mar chegou a 2 metros e as ondas ultrapassavam 4 metros. Já no episódio de domingo, mesmo com as ondas alcançando 3 metros, o nível do mar chegou a 1,5 metro.
 “Nesta segunda-feira (5/12) pela manhã, ainda havia agitação marítima, mas a previsão é de que nos próximos dias tudo volte ao normal”.

You may also like...

Leave a Reply

Você não pode copiar o conteúdo desta página

error: O conteúdo está protegido!