Morre, aos 93 anos, o ex-prefeito de Guarujá Jayme Daige

O político ocupou o cargo de vereador e esteve à frente do Executivo durante três mandatos

 

Morreu na tarde deste domingo (10), aos 93 anos, o ex-vereador, deputado estadual e prefeito de Guarujá Jayme Daige, que esteve no comando da Cidade por três mandatos: de 1960 a 1963, 1969 a 1972 e entre 1977 a 1982. A causa da morte não foi divulgada. Ele estava no Hospital Guarujá.

A Prefeitura lamentou a morte e decretou luto oficial de três dias – quando as bandeiras deverão ser hasteadas a meio mastro – e ponto facultativo nas repartições públicas nesta segunda-feira (11).

Considerado um dos melhores gestores do município, o político tem entre seus principais feitos à frente da Prefeitura as obras do Estádio Municipal, o túnel, o Festival de Verão, entre outras obras.

 Até então o mais antigo representante do Executivo na Baixada Santista, Daige também foi o responsável pela contribuição da construção do Teatro Municipal Procópio Ferreira e da instituição da Banda da Cidade.

 Em março de 2017, o ex-prefeito foi homenageado pela atual gestão durante o lançamento do projeto “Pérolas de Guarujá”, que visa homenagear as personalidades e artistas que fazem ou fizeram a diferença no desenvolvimento da Cidade e da cultura.

 Na ocasião, Daige disse ser “um privilégio” receber aquela “linda homenagem”. O atual Prefeito, Válter Suman (PSB), foi o responsável por entregar uma placa comemorativa e se disse honrado por participar daquele momento com uma pessoa a quem declarou ter “muito respeito e admiração”.

Velório

O velório ocorrerá a partir das 9 horas, no plenário da Câmara Municipal de Guarujá, na Avenida Leomil, 291, Centro. Por volta das 15 horas haverá missa no local e, na seqüência, o corpo será levado para São Paulo, onde será cremado no Cemitério da Vila Alpina, na Zona Leste.

História

 Daige começou a carreira na política em 1947, participando da primeira eleição municipal – até então, a Cidade era administrada por prefeitos nomeados. Na ocasião, recebeu 163 votos, sendo o vereador mais votado para a legislatura de 1948-1951. Na seqüência, foi reeleito para mais um mandato (1952-1955), quando se tornou presidente do Legislativo.

Já em 1959, foi eleito prefeito pela primeira vez, exercendo o cargo entre os anos de 1960 e 1963. Ainda em 1963, assumiu mandato de deputado estadual, permanecendo na Assembléia Legislativa até o ano de 1969, quando voltou ao comando da Prefeitura de Guarujá, pela segunda vez, até 1972. O terceiro mandato à frente do Executivo Municipal foi entre 1977 e 1982.

Fonte: A Tribuna

You may also like...

Você não pode copiar o conteúdo desta página

error: O conteúdo está protegido!