MUS promete agitar o Guarujá no domingo

Trio de DJs se apresenta na Arena Sunset Jequitimar, na Praia de Pernambuco

O mercado do entretenimento surfa em outra onda que não a da crise econômica, em que se equilibram outros setores no Brasil. Prova disso é a proliferação de festas e festivais de música nacional e internacional, sobretudo eletrônica, pelo País. O trio de DJs MUS – Make U Sweat (Faça Você Suar, traduzido do inglês) está na crista.

 Surgido há seis anos, em São Paulo, o trio formado por Dudu Linhares, de 33 anos, Guga Guizelini, 35, e Pedrinho Almeida, 31, tem feito uma média de 20 apresentações por mês. Além disso, eles organizam a festa “Puta Farra”, com DJs convidados.
O MUS é um dos destaques da Arena Sunset Jequitimar, na Praia de Pernambuco, em Guarujá, que começa às 15 horas e traz a dupla Henrique & Juliano, entre outras atrações. Os DJs sobem ao palco por volta das 18h30, para um set de uma hora.
Desde 2015, o MUS tem parceria com a gravadora Universal Music/AfterClub e a Live Talentos, quando lançou o single Truth or Dare (que tem clipe no YouTube).
 “Nós três éramos DJs antes de nos reunirmos com o MUS. Foi no aniversário do Pedrinho, na casa The Edge (na Capital) que tivemos a ideia de nos juntar para um projeto em comum”, conta Dudu.

O nome do trio surgiu ali também. “Pedrinho estava discotecando e fazia muito calor no clube, com todo mundo suando. Então, o nome Make U Sweat surgiu muito rápido na nossa cabeça. Mas as pessoas fazem muita confusão com Make U Sweet. Fizemos até um vídeo explicando a diferença de Sweat para Sweet, mas não adianta, por isso, a gente se apresenta mais como MUS”, ressalta Dudu.

 A performance dos três atrás do CD Jota (equipamento para DJ) e do mixer é um show à parte. “Enquanto um está tocando, o outro está escolhendo a próxima música e o terceiro está com o microfone, interagindo com a plateia”, descreve.

E cada um desenvolveu um estilo. “O Guga, por exemplo, toca sempre com um cocar de índio norte-americano”, explica Dudu. Ao ouvir desta repórter que isso lembra o grupo dos anos 1970 Village People (do hit Macho Man), o DJ cai na gargalhada e diz que eles são da geração do Jamiroquai (o vocalista Jay Kay também usava cocar nos shows), que é dos anos 1990.

 Agenda cheia
 Nos últimos três anos, a agenda do MUS tem ficado bem lotada. “O mercado do entretenimento é controverso. As pessoas até deixam de pagar algumas contas, mas não de ir para festas e shows, mesmo com ingressos caríssimos. É o que as pessoas chamam de experiência”.
 O trio também tem feito shows no exterior. Este ano, tocaram em Punta Del Este, no Uruguai, e na Grécia. “Nosso sonho é tocar no Burning Man (festival em Black Rock Desert, em Nevada, nos EUA)”, revela Dudu.

Em dezembro, o MUS lança remix e clipe da música Não Quero Dinheiro (de Tim Maia), em parceria com a Jetlag Music e o cantor Tiago Abravanel. Saiba mais no site www.makeusweat.com.br.

 Serviço: Av. Marjory Prado, 1.100. Ingressos de R$ 70,00 a R$ 260,00, à venda no www.ticket360.com.br.
Veja mais Shows neste fim de semana visitando aqui em nosso site

You may also like...

Leave a Reply

Você não pode copiar o conteúdo desta página

error: O conteúdo está protegido!